Síndrome da tensão pré-menstrual – TPM

A tensão pré-menstrual (TPM) engloba um conjunto de sintomas relacionados com o ciclo menstrual. Os sintomas da TPM ocorrem 1 a 2 semanas antes do período começar (a menstruação ou a hemorragia mensal). Os sintomas normalmente desaparecem quando o período começa. A TPM pode afectar as mulheres em qualquer idade fértil e o efeito varia de mulher para mulher.

Para algumas, a TPM é um mero aborrecimento mensal. Para outras pode assumir proporções tão graves que interfere com o dia-a-dia normal. A TPM desaparece quando deixa de ter o período, ou seja quando engravida ou quando entra na menopausa.

Tabela de conteúdo

  1. O que provoca a TPM?
  2. Quais são os sintomas da TPM?
  3. Como sei se tenho TPM?
  4. A TPM é comum?
  5. Qual é o tratamento para a TPM?
  6. O que é o transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)?

Voltar ao inicio

O que provoca a TPM?

As causas da TPM não são claras, mas são vários os factores que parecem estar evolvidos. As alterações hormonais observadas durante o ciclo menstrual parecem assumir um papel importante. Estas alterações nos níveis hormonais podem afectar algumas mulheres mais do que outras. Alterações químicas a nível do cérebro também parecem estar envolvidas. O estresse ou problemas emocionais, como a depressão, não parecem provocar a TPM mas agudizam-na. Outras causas possíveis incluem:

  • Níveis baixos de vitaminas e minerais
  • Consumo de alimentos excessivamente salgados, que podem provocar a retensão de líquidos
  • Consumo de álcool e cafeína, que alteram o humor e os níveis de energia

Voltar ao inicio

Quais são os sintomas da TPM?

A TPM inclui normalmente sintomas físicos e emocionais:

  • Acne
  • Inchaço ou sensibilidade nos seios
  • Cansaço
  • Insónias
  • Problemas de estômago, inchaço, obstipação ou diarreia
  • Dores de costas ou de cabeça
  • Alterações no apetite ou desejos de comida
  • Dores articulares ou musculares
  • Problemas de concentração ou de memória
  • Tensão, irritabilidade, alterações de humor ou ataques de choro
  • Ansiedade ou depressão

Os sintomas variam de mulher para mulher.

Voltar ao inicio


Como sei se tenho TPM?

O seu médico pode diagnosticar a TPM com base nos seus sintomas, quando eles aconteçam, e no grau de impacto que têm sobre a sua vida. Se pensa que pode ter TPM registe os sintomas que experiencia e a gravidade dos mesmos durante alguns meses. Registe os seus sintomas todos os dias num calendário ou num ficheiro de monitorização da TPM (PDF, 66 KB). Leve consigo esse formulário quando for ao médico conversar sobre a TPM.

O seu médico também vai querer certificar-se que não tem nenhuma doença cujos sintomas se confundem com os da TPM:

  • Depressão
  • Ansiedade
  • Menopausa
  • Síndrome da fadiga crónica (SFC)
  • Síndrome do cólon irritável (SCI)
  • Problemas no sistema endócrino, que produz as hormonas

Voltar ao inicio

A TPM é comum?

São várias as estimativas que procuram calcular o número de mulheres que sofre de TPM. A American College of Obstetricians and Gynecologists estima que pelo menos 85 % das mulheres em idade fértil apresentam pelo menos um sintoma de TPM no seu ciclo menstrual mensal. A maioria destas mulheres apresenta sintomas leves e não precisa de tratamento. Outras mulheres (cerca de 3 a 8 %) têm uma forma aguda de TPM, chamada transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM). Ver “O que é o transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)?” mais abaixo para saber mais.

A TPM ocorre com maio frequência em mulheres que:

  • Se encontram entre o final dos 20 e os 40 anos de idade
  • Têm pelo menos um filho
  • Têm um historial de depressão na família
  • Têm um historial médico de depressão pós-parto ou de algum transtorno do humor.

Voltar ao inicio

Qual é o tratamento para a TPM?

Têm sido experimentadas várias soluções para aliviar os sintomas da TPM. Não há nenhum tratamento que seja eficaz em todas as mulheres. Você poderá ter que experimentar tratamentos diferentes para saber o que funciona no seu caso. Algumas opções de tratamento incluem:

  • Alterações ao estilo de vida
  • Medicamentos
  • Terapias alternativas

Alterações ao estilo de vida

Se a sua TPM é tão grave que você precisa de consultar o médico, algumas alterações ao seu estilo de vida podem ajudá-la a sentir-se melhor. As seguintes dicas podem ajudar a aliviar os seus sintomas:

  • Faça exercício regularmente. Todas as semanas deve fazer:
    • Duas horas e trinta minutos de actividade física de intensidade moderada;
    • Uma hora e 15 minutos de actividade física aeróbica intensa; ou
    • Uma combinação de actividades de intensidade moderada e vigorosa; e
    • Actividade fortalecedora dos músculos, 2 ou mais dias.
  • Coma alimentos saudáveis, como frutas, vegetais e cereais integrais.
  • Evite alimentos salgados e doces, cafeína e álcool, especialmente quanto sente os sintomas da TPM,
  • Durma o suficiente. Procure fazer 8 horas de sono todas as noites.
  • Encontre formas saudáveis de lidar com o estresse. Fale com os seus amigos, faça exercício, ou escreva um diário. Algumas mulheres encontram conforto no ioga, nas massagens ou na terapia de relaxamento.
  • Não fume.

Medicamentos

Alguns analgésicos que não requerem receita médica podem ajudar a aliviar os sintomas físicos, como as cãibras, as dores de cabeça, as dores de costas e a sensibilidade nos seios. Entre eles:

  • Ibuprofeno (por exemplo, Advil, Motrin, Midol Cramp)
  • Cetoprofeno (por exemplo, Orudis KT)
  • Naproxeno (por exemplo, Aleve)
  • Aspirina

Nos casos mais graves de TPM podem ser receitados alguns medicamentos para aliviar os sintomas. Uma das abordagens inclui a utilização de medicamentos que interrompem a ovulação, como a pílula contraceptiva. As mulheres que toma a pílula experienciam menos sintomas de TPM, como cãibras e dores de cabeça, bem como períodos mais leves.

Os investigadores continuam a estudar novas formas de tratar a TPM. Para saber mais sobre os mais recentes estudos sobre o tratamento da TPM visite a página clinicaltrials.gov. Fale com o seu médico para saber se a participação numa experiência clínica pode ser indicada no seu caso.

Terapias alternativas

Algumas vitaminas e minerais têm ajudado a melhorar alguns dos sintomas da TPM. Entre eles:

  • Ácido fólico (400 microgramas)
  • Cálcio e vitamina D (ver a tabela em baixo para saber as quantidades)
  • Magnésio (400 miligramas)
  • Vitamina B-6 (50 ta 100 mg)
  • Vitamina E (400 unidades internacionais)

Quantidades de cálcio necessárias por dia

Idades Miligramas por dia
9-18 1300
19-50 1000
51 e > 1200

As mulheres grávidas ou que estão a amamentar precisam de consumir a mesma quantidade de cálcio do que as outras mulheres da mesma idade.

Algumas mulheres encontram alívio para os sintomas da TPM quando tomam suplementos como:

  • Erva-de-são-cristóvão
  • Pimenteiro silvestre
  • Óleo de prímula

Fale com o seu médico antes de tomar qualquer um destes produtos. Os resultados de muitos deles não se encontram comprovados e eles podem interagir com outros medicamentos que você está a tomar.

Voltar ao inicio

O que é o transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)?

A serotonina, uma substância química encontrada no cérebro, pode ocupar um papel primordial no transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), um tipo de TPM mais grave.

Os principais sintomas, que podem ser incapacitantes, incluem:

  • Sentimentos de tristeza ou desespero, ou mesmo pensamentos de suicídio
  • Sentimentos de tensão ou ansiedade
  • Ataques de pânico
  • Alterações de humor e ataques de choro frequentes
  • Irritabilidade ou ira persistente e que afecta terceiros
  • Falta de interesse em actividades diárias ou relações
  • Dificuldades de raciocínio ou de concentração
  • Cansaço ou falta de energia
  • Desejos de comida ou compulsões alimentares
  • Insónias
  • Sensação de descontrolo
  • Sintomas físicos como inchaço, sensibilidade nos seios, dores de cabeça e dores articulares e musculares.

Você tem de apresentar 5 ou mais sintomas para ser diagnosticada com TDPM. Estes sintomas manifestam-se durante a semana que antecede o período e desaparecem quando o mesmo começa.

Alterar de algum modo o seu estilo de vida pode aliviar os sintomas de TDPM. Veja “Qual é o tratamento para a TPM?” mais acima para saber mais.

Alguns antidepressivos designados inibidores selectivos da recaptação da serotonina (ISRS) parecem ajudar algumas mulheres com TDPM. Estes medicamentos alteram os níveis de serotonina no cérebro. A Food and Drug Administration (FDA) já aprovou 3 ISRS para o tratamento do TDPM:

  • Sertralina (Zoloft)
  • Fluoxetina (Sarafem)
  • Paroxetina HCI (Paxil CR)

A Yaz (drospirenona e etinilestradiol) é a única pilula contraceptiva aprovada pela FDA para o tratamento do TDPM. A terapia individual, a terapia de grupo e a gestão de estresse também parecem ajudar a aliviar os sintomas.

Voltar ao inicio

Sara Santos é Licenciada em Direito pela UAL - Universidade Autónoma de Lisboa. Tem como base a sua profissão jurídica e é especializada em matérias relacionadas com a família e em como o divórcio pode afetar a vida da família. Também escreve sobre assuntos mais mundanos que cercam a vida de casado/a.

Publicado em Saúde sexual