A Menstruação e o Ciclo Menstrual

O que é a menstruação?

A menstruação é uma hemorragia mensal normal nas mulheres. Quando a mulher está a menstruar, o corpo liberta o revestimento do útero (ventre). O sangue menstrual abandona o útero através de uma pequena abertura situada no cérvix e sai do corpo pela vagina (saiba mais sobre o funcionamento do ciclo menstrual em abaixo). O período menstrual dura normalmente entre 3 e 5 dias.

O que é o ciclo menstrual?

Quando os períodos (menstruações) aparecem com regularidade, eles recebem o nome de ciclo menstrual. Um ciclo menstrual regular indica que o corpo está a funcionar normalmente, O ciclo menstrual produz substâncias químicas muito importantes e que mantêm o organismo saudável, as hormonas. O ciclo prepara ainda a mulher para a gravidez todos os meses.

Um ciclo é contado a partir do primeiro dia do período até ao primeiro dia do período seguinte. O ciclo menstrual dura em média 28 dias. Os ciclos podem variar entre 21 e 35 dias, em mulheres adultas, e entre os 21 e os 45 dias, nas adolescentes. O aumento e a redução dos níveis hormonais durante o mês controlam o ciclo menstrual.

Ciclo menstrual

O que acontece durante o ciclo menstrual?

Na primeira metade do ciclo, os níveis de estrogénio (a “hormona feminina”) começam a subir. O estrogénio ocupa um papel primordial e mantém o organismo saudável, mais particularmente, ajudando o corpo a construir ossos fortes e a mantê-los fortes durante o envelhecimento. O estrogénio faz ainda com que o revestimento do útero (ventre) cresça e aumente de espessura.

É este revestimento do ventre que vai alimentar o embrião quando a gravidez ocorre. Enquanto o revestimento do ventre aumenta, o óvulo ou ovo formado num dos ovários começa a ficar maduro. À volta do 14º dia de um ciclo normal composto por 28 dias, o óvulo deixa o ovário. Este fenómeno é designado ovulação.

Depois de abandonar o ovário, o óvulo transita pela trompa de falópio até ao útero. Os níveis hormonais aumentam e ajudam a preparar o revestimento do útero para a gravidez. A mulher tem maior probabilidade de engravidar durante os três dias que antecedem a ovulação ou no próprio dia.

Lembre-se que as mulheres com ciclos maiores ou menores do que a média podem ovular antes ou depois do 14º dia.

A mulher engravida se o óvulo for fertilizado por uma célula do esperma masculino, ligando-se à parede do útero. Se o óvulo não for fertilizado acaba por se decompor. Nessa altura, os níveis hormonais descem e a parede do útero é libertada durante o período menstrual.

Como é um período menstrual normal?

Durante o período, o revestimento da parede do útero e o sangue excedente são libertados pela vagina. O período pode não ser igual todos os meses. Também pode ser diferente do período das outras mulheres. Os períodos podem ser leves, moderados ou pesados consoante a quantidade de sangue libertada pela vagina. Este é chamado o fluxo menstrual. A duração do período também varia. A maioria dos períodos dura entre 3 e 5 dias. Mas qualquer duração entre os 2 e os 7 dias é considerada normal.

Nos primeiros anos da menstruação é normal experienciar ciclos mais longos. O ciclo da mulher tende a diminuir e a tornar-se mais regular com a idade. De um modo geral, os períodos encontram-se separados por 21 a 35 dias.

Quais são os problemas mais comuns que as mulheres experienciam com o período?

As mulheres podem enfrentar vários tipos de problemas relacionados com os seus períodos, incluindo dores, hemorragias fortes e períodos em falta.

  • Amenorreia a falta de um período menstrual. Este termo é utilizado para descrever a ausência de um período em:
    • Mulheres mais novas que ainda não iniciaram a menstruação aos 15 anos
    • Mulheres e raparigas que não tiveram um período em 90 dias, mesmo que não tenham a menstruação há muito tempo.

Algumas das causas podem ser:

    • Gravidez
    • Amamentação
    • Perda de peso acentuada
    • Transtornos da alimentação
    • Exercício excessivo
    • Estresse
    • Problemas médicos sérios que carecem de tratamento

Como já foi dito, quando os ciclos menstruais acontecem de forma regular, isso significa que algumas das partes mais importantes do corpo estão a funcionar normalmente. Em alguns casos, a ausência de períodos menstruais pode significar que os ovários deixaram de produzir as quantidades normais de estrogénio. A ausência desta hormona pode provocar problemas de saúde muito importantes. Podem estar subjacentes problemas hormonais, como os problemas provocados pelo síndrome dos ovários policísticos (SOP) ou por problemas graves nos órgãos reprodutores. É importante que fale com o seu médico se isto acontecer.

  • Dismenorreia períodos dolorosos, incluindo cãibras agudas. As cãibras menstruais na adolescência são provocadas pelo excesso de uma substância química, a prostaglandina. A maioria das adolescentes que sofre de dismenorreia não tem qualquer doença séria, mesmo quando as dores são muito fortes. Nas mulheres mais velhas, a dor pode por vezes ser provocada por uma doença ou problema, como fibromas uterinos ou endometriose.Algumas mulheres encontram alívio em botijas aquecidas ou em banhos quentes. Alguns medicamentos que não precisam de receita também podem ajudar a aliviar estes sintomas, entre eles:
    • Ibuprofeno (por exemplo, Advil, Motrin, Midol Cramp)
    • Cetoprofeno (por exemplo, Orudis KT)
    • Naproxeno (por exemplo, Aleve)

Se estes medicamentos não aliviarem as duas dores ou se a dor interferir com o seu trabalho ou escola, você deve consultar um médico. O tratamento depende do que estiver a causar o problema e da gravidade do mesmo.

  • Hemorragia uterina anormal — Uma hemorragia que difere dos períodos menstruais normais, como:
    • Hemorragia entre períodos
    • Hemorragia após o coito
    • Paragens no meio do ciclo menstrual
    • Hemorragia pesada e mais longa do que o normal
    • Hemorragia depois da menopausa

A hemorragia anormal pode ter várias causas. O seu médico pode começar por verificar os problemas que são mais comuns na sua faixa etária. Alguns não são graves e são fáceis de tratar. Outros podem ser mais sérios. O tratamento para este problema depende da causa.

Tanto nas adolescentes como nas mulheres que se aproximam da menopausa, alterações hormonais podem provocar períodos mais longos e ciclos irregulares. Mesmo quando a causa é uma alteração hormonal é possível receber tratamento. É preciso lembrar que este tipo de alterações pode ocorrer em consequência de outros problemas de saúde mais graves, como fibromas uterinos, pólipos e mesmo cancro. Consulte o seu médico se experiênciar hemorragias anormais.

Quando é que uma rapariga tem normalmente o seu primeiro período?

Quer ajudar a sua filha a compreender as mudanças que o corpo dela está a viver?

Nos Estados Unidos, as raparigas têm o seu primeiro período em média aos 12 anos de idade. Isto não quer dizer que todas as raparigas comecem com a mesma idade. Uma rapariga pode ter o seu primeiro período em qualquer idade entre os 8 e os 15 anos. Na maioria dos casos o período começa cerca de dois anos depois dos seis começarem a crescer. Se uma rapariga tiver 15 anos e ainda não tiver o seu período, ou se já passaram mais de dois ou três anos desde que os seus seios começaram a crescer, ela deve consultar um médico.

A mulher tem os períodos durante quanto tempo?

Normalmente as mulheres têm os seus períodos até atingirem a menopausa. A menopausa ocorre entre os 45 e os 55, normalmente em torno dos 50 anos de idade. A menopausa significa que a mulher já não está a ovular (a produzir óvulos) ou a ter períodos, e como tal já não pode engravidar. Tal como a menstruação, a menopausa pode variar de mulher para mulher e estas alterações podem acontecer ao longo de vários anos.

A altura em que o corpo começa a transitar para a menopausa é chamada a transição menopausal. Esta pode durar entre 2 e 8 anos. Algumas mulheres entram na menopausa mais cedo por causa de cirurgias ou outros tipos de tratamentos, doenças e razões.

Se o seu período não aparece há mais de 90 dias, você deve consultar um médico. Ele vai realizar um teste à gravidez, a menopausa precoce ou a outros problemas de saúde que possam estar a provocar a paragem ou a irregularidade dos períodos.

Quando devo consultar um médico por causa do meu período?

Consulte o seu médico por causa do período se:

  • Tiver 15 anos e ainda não tiver menstruado.
  • Não tiver iniciado a menstruação 3 anos depois do início do crescimento dos seios, ou se tiver 13 anos e os seios ainda não começaram a crescer.
  • O seu período cessar repentinamente durante mais de 90 dias.
  • Os seus períodos se tornarem muito irregulares depois de vários ciclos regulares.
  • O seu período aparecer em períodos inferiores a 21 dias ou superiores a 35 dias.
  • Sangrar durante mais de 7 dias.
  • Sangrar mais do que é habitual ou usar mais do que um penso ou tampão a cada 1 a 2 horas.
  • Sangrar entre períodos.
  • Sentir dores muito fortes durante o período.
  • Tiver febre e se sentir doente depois de utilizar tampões.

Com que regularidade devo trocar o meu penso e/ou tampão?

Deve trocar o penso antes de ficar encharcado em sangue. Cada mulher decide o que funciona melhor para ela. O tampão deve ser trocado passadas 4 a 8 horas, pelo menos. Certifique-se que utiliza o tampão com o menor grau de absorção para o seu fluxo. Por exemplo, use tampões júnior ou normais no dia mais ligeiro do período.

Utilizar um tampão demasiado absorvente nos dias mais leves aumenta o risco de síndrome de choque tóxico (SCT). O SCT é uma doença rara mas, por vezes, mortal. O SCT é provocado por bactérias que produzem toxinas. Se o seu corpo não conseguir combater essas toxinas, o seu sistema imunitário (as defesas do seu corpo) reage e provoca os sintomas típicos do SCT (ver abaixo).

As mulheres mais novas são mais propensas a desenvolver SCT. A utilização de tampões de qualquer tipo aumenta o risco de contrair SCT, quando comparada com a utilização de pensos. A Food and Drug Administration (FDA) dá as seguintes recomendações para evitar problemas com tampões:

  • Siga as instruções de utilização da embalagem.
  • Escolha o grau de absorção mais baixo para o seu fluxo.
  • Troque de tampão passadas 4 a 8 horas, pelo menos.
  • Considere alternar entre os tampões e os pensos.
  • Conheça os sinais do SCT (ver abaixo).
  • Não utilize tampões entre períodos.

Se apresentar alguns destes sintomas da SCT enquanto usa tampões, remova o tampão e fale com o seu médico de imediato:

  • Febres altas e súbitas (acima dos 39 graus)
  • Dores musculares
  • Diarreia
  • Vómitos
  • Tonturas e/ou desmaios
  • Alergia tipo queimadura solar
  • Dores de garganta
  • Vermelhidão nos olhos

Se quiser saber mais sobre a Autora siga o perfil de Brenda Riley no Google+

Publicado em Saúde sexual

Deixe uma resposta