Determine o período fértil para aumentar a chance de engravidar

Como se determina o período fértil? e como funciona o ciclo menstrual?, são duas questões que deve saber a resposta para determinar quando tem as maiores chances de engravidar. Leia este artigo e aprenda como aumentar a chance de engravidar.


Tabela de conteúdo

  1. O ciclo menstrual
  2. O melhor período para engravidar
  3. O método da temperatura corporal basal
  4. O método do calendário
  5. O método da ovulação

O ciclo menstrual

Conhecer o seu ciclo menstrual e as alterações que o seu corpo atravessa durante esse período pode ajudá-la a identificar a altura em que tem mais probabilidades de engravidar. Veja como o ciclo menstrual funciona, no parágrafo seguinte.

Um ciclo menstrual dura em média 28 dias. Mas um ciclo normal pode variar entre 21 e 35 dias. A quantidade de tempo que decorre antes da ovulação varia de mulher para mulher, e pode mesmo ser diferente de período para período na mesma mulher, podendo situar-se entre 13 e 18 dias. É importante saber mais sobre esta parte do ciclo já que ela corresponde ao período em que a ovulação e a gravidez podem ocorrer. Depois da ovulação, todas as mulheres (a não ser que tenham algum problema de saúde ou engravidem) têm o seu período passado 14 a 16 dias.

Em detalhe

Dia 1 começa no primeiro dia do seu período. O período aparece depois dos níveis hormonais descerem, no final do ciclo anterior, o que dá ao sangue e aos tecidos que revestem o útero (ventre) o sinal para se soltarem e abandonarem o corpo. A hemorragia dura cerca de 5 dias.

Normalmente à volta do Dia 7, a hemorragia já parou. Durante este espaço de tempo, as hormonas fazem que com os ovários produzam bolsas cheias de fluido chamadas folículos. Cada folículo contém um óvulo.

Entre o Dia 7 e o 14, um dos folículos vai continuar a desenvolver-se e vai atingir a maturidade. O revestimento do útero começa a ganhar espessura, preparando-se para a implantação do óvulo fertilizado. Este revestimento é rico em sangue e nutrientes.

À volta do Dia 14 (num ciclo de 28 dias), as hormonas fazem com que o folículo maduro rebente e liberte o óvulo do ovário, num processo conhecido como ovulação.

Nos dias seguintes, o óvulo desce pela trompa de falópio em direcção ao útero. Aí, se o esperma se combinar com o óvulo, este óvulo fertilizado vai continuar a descer pela trompa de falópio e vai ligar-se ao revestimento do útero.

Se o óvulo não for fertilizado, os níveis hormonais começam a descer à volta do Dia 25. Isto dá o sinal para que o próximo ciclo menstrual arranque. O óvulo vai desintegrar-se e ser expulso no período seguinte.

Voltar ao inicio

Qual o melhor período para engravidar

Saber quando vai estar no seu pico de fertilidade ajuda-a a planear a gravidez. Existem três métodos que a ajudam a identificar os seus períodos férteis. São eles:

O método da temperatura corporal basal

A temperatura corporal basal é a sua temperatura quando se encontra completamente repousada, quando acorda de manhã. A temperatura corporal basal da mulher aumentar ligeiramente durante a ovulação. Ao registar esta temperatura diariamente durante vários meses você pode identificar os dias em que se encontra mais fértil.

A temperatura corporal basal difere ligeiramente de mulher para mulher. Qualquer temperatura entre os 35.5 e os 36.6 ºC orais encontra-se dentro da média antes da ovulação. Depois da ovulação a maioria das mulheres tem uma temperatura oral entre os 36 e os 37.2ºC. Este aumento da temperatura pode ser súbito ou gradual ao longo de vários dias.

Normalmente, a temperatura corporal basal da mulher aumenta muito pouco. Para detectar esta pequena alteração é necessário utilizar um termómetro corporal basal. Este tipo de termómetros é muito sensível. A maioria das farmácias vende-os por cerca de 8€.

O aumento da temperatura não é registado exactamente quando o ovo é libertado. Mas a maioria das mulheres já ovulou três dias depois deste aumento de temperatura. As temperaturas mantêm-se altas até a menstruação começar.

Você está mais fértil e tem maiores probabilidades de engravidar:

    • Dois a três dias antes da sua temperatura atingir o seu ponto mais alto (ovulação)
      e
    • 12 a 24 horas após a ovulação

O esperma do homem pode manter-se viável dentro do corpo da mulher até três dias. O esperma pode fertilizar o óvulo a qualquer momento durante esse período. Por isso, se manteve relações sexuais sem protecção alguns dias antes da ovulação você pode engravidar.

A temperatura corporal basal pode ser influenciada por vários aspectos. Alguns aspectos que podem influenciar a sua temperatura são:

    • O consumo de álcool na noite anterior
    • O consumo de tabaco na noite anterior
    • Uma noite mal dormida
    • Febre
    • Fazer qualquer actividade de manhã antes de tirar a temperatura – incluindo ir à casa de banho ou falar ao telefone.

Voltar ao inicio

O método do calendário

Este método envolve o registo do seu ciclo menstrual num calendário durante oito a doze meses. O primeiro dia do seu período é o Dia 1. Sinalize o Dia 1 no seu calendário. A duração do seu ciclo pode variar de mês para mês. Por isso é importante registar o número de dias que dura cada um deles. Com este registo, você pode identificar os dias em que se encontra mais probabilidades de engravidar e sinalizá-los nos meses que se aproximam:

  1. Para saber o primeiro dia em que se encontra mais fértil, subtraia 18 ao número total de dias do seu ciclo mais curto. Pegue neste número novo e conte esse número de dias partindo do primeiro dia do seu próximo período. Marque um X nessa data no seu calendário. O X marca o primeiro dia em que a sua probabilidade de engravidar é maior.
  2. Para saber o ultimo dia em que se encontra mais fértil, subtraia 11 ao número total de dias do seu ciclo mais longo. Conte esse número de dias a partir do seu primeiro dia de período e marque um X nessa data no calendário. As datas entre os dois X marcam o seu período mais fértil, onde as probabilidades de engravidar aumentam.

Este método deve sempre ser utilizado em conjunto com outros métodos de cálculo da fertilidade, especialmente se os seus ciclos não tiverem sempre a mesma duração.

Voltar ao inicio

O método do muco cervical (método da ovulação)

O método do muco cervical é o que tem menor precisão em algumas mulheres. As mulheres que estão a amamentar, a tomar contraceptivos (como a pílula), a utilizar produtos de higiene feminina, que têm vaginite ou alguma doença sexualmente transmissível (DST), ou que já foram submetidas a alguma cirurgia ao cérvix não devem confiar neste método.

Este método requer que você conheça as alterações registadas no seu muco cervical ao longo do mês. As hormonas que controlam o ciclo menstrual também alteram o tipo e a quantidade de muco que é produzido antes e durante a ovulação. Imediatamente depois do seu período, existem normalmente alguns dias em que não existe muco, ou “dias secos”. Quando o óvulo começa a ficar maduro o muco aumenta na vagina, aparece na abertura vaginal e apresenta uma cor branca ou amarela, com uma textura turva e viscose. A maior quantidade de muco aparece imediatamente antes da ovulação. Durante estes “dias molhados” o muco torna-se mais transparente e escorregadio, como claras de ovo. Por vezes pode ser esticado entre dois dedos. Nesta altura você está no período com maiores possibilidades de engravidar.

Cerca de quarto dias depois dos “dias molhados” começarem o muco muda novamente. Diminui em quantidade e torna-se novamente viscoso e turvo. É possível que tenha mais alguns dias “secos” antes do seu período voltar. Identifique os dias sinalizando “viscoso”, “seco” ou “molhado”. Você está mais fértil quanto surgem os primeiro sinais de muco molhado depois do seu período, ou um dia ou dois antes de essa fase começar.

Para localizar de forma mais precisa a sua fertilidade, utilize uma combinação dos três métodos. Este método é conhecido como método sintotérmico. Você também pode optar por comprar um kit de ovulação ou um monitor de fertilidade, vendidos sem receita médica, para determinar o seu melhor período para engravidar. Estes kits funcionam com base na detecção de surtos de uma hormona específica, a hormona luteinizante, que impulsiona a ovulação.

Voltar ao inicio

Se quiser saber mais sobre a Autora siga o perfil de Brenda Riley no Google+

Publicado em Saúde sexual

Deixe uma resposta