Percebe as relações de amizade na adolescência

As amizades nem sempre são fáceis. Por vezes fazem-se novas amizades ao mesmo tempo que se tenta manter as antigas. E também pode ser difícil saber o que fazer quando não se concorda com um amigo. Lembra-te, é possível manter uma boa amizade e discutir de vez em quando.

Tabela de conteúdos

Pressão social

Existem dois tipos de pressão social: a positiva e a negativa. Pressão social é quando se opta por fazer algo só porque “toda a gente está a fazer”.

A pressão social positiva ocorre quando se age de certa forma porque os amigos estão a agir dessa forma, mas tem bons resultados. Por exemplo, um amigo convence-te a entrar na equipa de futebol e tu acabas por gostar genuinamente do desporto – isso é a pressão social positiva. Ou um amigo teu faz voluntariado com jovens mais novos e tu decides que gostavas de fazer o mesmo – outro exemplo de pressão social positiva.

A pressão social negativa acontece quando sentes que tens de agir de certa forma porque toda a gente à tua volta o faz, mas o resultado é mau. Se as tuas amigas são cruéis para uma nova aluna e tu também decides entrar na brincadeira e ameaçá-la, isso é um exemplo de pressão social negativa.

Então por que razão é que algumas raparigas vão atrás das amigas, mesmo quando isso não é de todo uma boa ideia? As raparigas podem recear a opinião que as amigas têm delas, podem não saber dizer “não” ou podem ter medo de ser postas de parte. Alguns amigos podem pressionar-te a fazer algo porque “toda a gente o faz”, como gozar com alguém, consumir álcool ou drogas e fumar. O melhor a fazer é dizer “não obrigado” ou “não quero”. Lembra-te que aquilo que tu fazes ou deixas de fazer está unicamente nas tuas mãos. Falar com os pais ou os guardiães pode ajudar a lidar com este tipo de pressão.

Voltar ao inicio

Popularidade na adolescência

Tu e os seus amigos podem achar que têm de fazer várias coisas para se sentirem integrados. Isso pode envolver usar determinadas roupas ou sair com os miúdos mais fixes. É normal querer que gostem de nós, mas é mais importante saber aquilo que realmente importa na TUA vida. Ter vários amigos e vestir o que os outros vestem pode parecer importante neste momento, mas tenta concentrar-te em seres tu mesmo e em estabelecer amizades verdadeiras com pessoas que realmente se preocupam contigo.

Há 7 formas de saber se os teus amigos se preocupam de facto contigo:

  • Eles querem que sejas feliz.
  • Eles ouvem e preocupam-se com o que tens para dizer.
  • Eles sentem-se felizes por ti quando és bem sucedido.
  • Eles pedem desculpa quando erram.
  • Eles não exigem que sejas perfeito.
  • Eles oferecem-te conselhos de forma ponderada.
  • Eles mantêm os assuntos pessoais entre vocês os dois.

Voltar ao inicio

Panelinhas entre amigos

Uma “panelinha” é um grupo restrito de amigos que é muito exigente em relação às novas amizades. Embora seja agradável ter um grupo de amigos próximos, estar do lado de fora não é assim tão divertido! As raparigas que fazem parte destas “panelinhas” normalmente excluem outras raparigas de propósito. Elas podem mesmo perseguir raparigas que não são “suficientemente fixes”. Se sentes que implicam contigo tenta fazer novas amizades com pessoas que se preocupam CONTIGO. Lembra-te: é a qualidade ou o valor da amizade que conta, não a quantidade de amigos que tens. E se estás a excluir alguém, pensa no que sentirias se fosses excluída.

Pode existir muita pressão social nas “panelinhas”. Podes sentir-te pressionado a beber ou a tomar drogas para fazer parte do grupo. Lembra-te: tens o direito de dizer não! Os amigos verdadeiros respeitam a tua posição. Tens ainda o direito de fazer novas amizades.

Voltar ao inicio

Assédio na escola


As amizades são muito importantes para as raparigas, especialmente a existência de um grupo de pessoas com quem se sai. As raparigas podem competir entre si ou causa de uma amizade. Quando isto acontece, algumas raparigas excluem outras do círculo de amigos, chegando mesmo a persegui-las de forma explícita. Ser excluído de um grupo pode magoar profundamente os sentimentos de uma pessoa, por isso pensa de que forma aquilo que tu fazes pode magoar as outras pessoas.

Todos nós queremos estar integrados e ser bem tratados. Se estás a ser excluída lê as dicas que nós apresentamos no artigo intitulado “como fazer novos amigos”. Podes ainda ler a secção sobre assédio da escola para saber mais sobre o assédio entre raparigas.

Voltar ao inicio

Fazer novos amigos na adolescência

Conhecer um monte de gente nova de uma só vez pode ser extremamente difícil quando se entra numa escola nova. É normal sentir timidez ou vergonha. É normal sentir que não se tem nada para dizer. Mas também é provável que a outra pessoa sinta o mesmo. Metade desta batalha prende-se com a coragem de meter conversa com pessoas novas. E não há nada melhor do que seres tu mesmo!

  • O que fazer quando os teus amigos não te tratam como tu achas que deviam?
  • As pessoas que consideravas serem tuas amigas abandonam-te, ou uma “panelinha” não te inclui — o que fazer?
  • O que fazer quando um aluno novo chega à escola?
  • O que fazer se a tua família decide mudar de cidade e tu tens de frequentar uma escola nova?
  • O que fazer quando as pessoas com quem normalmente sais andam a arranjar problemas?

A resposta para todas estas perguntas? Faz novos amigos!

Pode ser difícil começar a sair com pessoas novas na tua escola de sempre. É possível que sejas obrigado a isso se os amigos com quem costumas estar estão a ir por maus caminhos, a faltar às aulas ou a consumir drogas. Mesmo que gostes destes amigos tens de olhar para TI mesmo e fazer escolhas inteligentes. Se para ti é difícil romper com velhos amigos que andam por maus caminhos, fala com um adulto de confiança para que possas saber o que fazer por ti.

Às vezes somos nós próprios que nos queremos afastar e conhecer pessoas novas. Não há nada de errado com isso e isso não cancela as amizades mais antigas. É mais fácil sair com pessoas que se conhece há muito tempo e com quem se tem imensas coisas em comum. Mas também é divertido estar com pessoas novas.

Voltar ao inicio

Dez dicas para fazer novos amigos

  1. Decide com quem queres fazer amizade e por que razão gostas dessas pessoas.
  2. Participa em actividades extra-curriculares, como desporto, clubes e outras actividades que te interessem.
  3. Apresenta-te e repete o nome da pessoa que estás a conhecer (isto ajuda a fixar o nome dela).
  4. Aperfeiçoa a tua capacidade de ouvinte e pensa antes de falar.
  5. Sê delicado com as outras pessoas.
  6. Quando as outras pessoas te elogiam agradece sem arrogância. Elogia os outros.
  7. Faz amizades sem pressas.
  8. Abre-te à possibilidade de alguém não querer ser teu amigo – algumas pessoas podem não querer novas amizades. Mas é importante tentar!
  9. Sê positivo e optimista.
  10. Organiza planos com os teus antigos amigos para não perderes essas amizades.

Voltar ao inicio

Dicas para lidar com uma discussão com um amigo

  • Numa relação saudável não se tem medo de perder um amigo por dizer “não”. Os bons amigos respeitam o teu direito de dizer não e não dificultam a tua vida por isso. Deves mostrar aos teus amigos o mesmo grau de respeito quando eles te dizem “não”.
  • Quando discutes com um amigo, isso não significa que a vossa relação não é saudável. É impossível estar sempre de acordo com aquilo que os nossos amigos dizem. Desde que ambas as partes ouçam o que a outra tem para dizer qualquer discussão pode ser ultrapassada.
  • As relações que estabeleces ajudam-te a aprender mais sobre ti mesmo. Vais saber mais sobre o tipo de amigos que queres ter e sobre o tipo de amigo que queres ser.

Voltar ao inicio

Ajudar um amigo que precisa

Estás preocupado com um amigo que não come? Com um amigo que fuma ou bebe? Ou com um amigo que tem problemas em casa? Podes ouvi-lo e oferecer os teus conselhos, mas os problemas do teu amigo podem ultrapassar a tua capacidade de ajudar. Não tenhas medo de desabafar com um adulto de confiança, como um pai/guardião, um professor ou a enfermeira da escola. Mesmo que o teu amigo fique chateado por teres contado a um adulto, essa é a única maneira de proteger a saúde dele.

  • Se achas que tens um amigo com um distúrbio alimentar fala com um adulto;
  • Se tens um amigo que fuma, ajuda-o a deixar o tabaco;
  • Se achas que o teu amigo tem algum problema com álcool e drogas tenta falar com um adulto;
  • Se um amigo teu é vítima de abuso doméstico, dá-lhe o número da APAV  – 707 20 00 77, disponível das 10 às 13h e das 14 às 17h – dias úteis.
  • Se uma amiga tua está a ser agredida pelo namorado, dá-lhe o número da APAV  – 707 20 00 77, disponível das 10 às 13h e das 14 às 17h – dias úteis.
  • Se um amigo teu fala sobre suicídio deves informar um adulto imediatamente. Também lhe podes dar o número verde da Sos Voz Amiga – 800 20 26 69 entre as 21h e as 24h ou os números 21 354 45 45, 91 280 26 69 e 96 352 46 60 entre as 12h e as 24h.
  • Se um amigo teu fala em magoar alguém, deves informar um adulto imediatamente.
  • Se um amigo teu tem qualquer outro problema, o 112 pode ajudar.

Voltar ao inicio

Pôr fim a uma amizade

Infelizmente nem todas as amizades duram para sempre. Por vezes os amigos afastam-se, e por vezes torna-se mesmo necessário terminar uma amizade. Como se sabe que é altura de pôr fim a uma amizade?

Deves terminar uma amizade quando o teu amigo:

  • É sarcástico ou mau para ti com frequência
  • Conta os teus segredos
  • Tenta engatar a pessoa de quem gostas (ou namorado/a) repetidamente
  • Não quer que tenhas outras amizades
  • Não te ouve
  • Insiste que faças coisas perigosas
  • Culpa-te pelo que acontece de mal na vida dele
  • Queixa-se a toda a hora

Podes simplesmente deixar de atender os seus telefonemas ou deixar de falar com ele na escola, mas essa nem sempre é a melhor forma de terminar uma amizade. A outra pessoa pode ficar confusa e não entender a razão por trás da tua nova atitude. Podes tentar dizer, “Sinto que não ouves aquilo que eu tenho para dizer, e os amigos servem para nos dar apoio.”

E lembra-te: a honestidade é normalmente a melhor solução!

Voltar ao inicio

Se quiser saber mais sobre a Autora siga o perfil de Brenda Riley no Google+

Publicado em Amizade

Deixe uma resposta